Procurando templates prontos para aumentar a produtividade?

Quero saber mais!

Técnicas de estimativa de custo e duração das atividades

Tempo de leitura: 3 min

Escrito por Gaby Sabino

NÃO PERCA MAIS NENHUMA NOVIDADE!

Deixe seu e-mail para receber conteúdos exclusivos e com prioridade.

100% livre de spam.

O custo e a duração das atividades estão relacionados com a quantidade de recursos alocados para sua execução. Desta forma, como conseguimos estimar o custo ou duração da atividade quando não temos informações detalhadas sobre uma atividade? Quais são as técnicas mais utilizadas para estimativa de duração e custo?  Neste post iremos falarmos um pouco sobre as técnicas de estimativas utilizadas no gerenciamento dos custos e do tempo.

Estimativa Única
A estimativa única é utilizada quando há apenas uma opinião referente a duração ou custo para execução da atividade. Este parecer pode ser oriundo de um registro histórico, um especialista ou pura adivinhação do planejador.
Esta estimativa utilizada em exagero pode causar efeitos no projeto tais como: cronograma sem credibilidade; estimadores aumentam as estimativas visando não serem julgados pelo atraso ou estouro de orçamento; utilização de mais recursos que o necessário; projeto tende a ser mais caro; dentre outros.
Utilize a estimativa única somente em exceções, quando não há detalhes da atividade no planejamento, apenas na execução.
Estimativa Análoga
Também conhecida como estimativa top-down, a estimativa análoga é uma técnica que utiliza opinião especializada e informações históricas para estimar a duração ou custo das atividades. Ou seja, utilizar a estimativa de duração real de uma atividade anterior como base para a estimativa da duração de uma atividade futura e semelhante do cronograma.
Esta estimativa é a mais barata, rápida e menos precisa, sendo comumente utilizada nas fases iniciais de um projeto, onde existe uma quantidade limitada de informações detalhadas sobre o projeto, sendo mais exata quando as atividades anteriores são efetivamente, e não apenas aparentemente, semelhantes e os membros da equipe do projeto que elaboram as estimativas tem a qualificação necessária.
No projeto Anterior:
Atividade: Construção de muro
Área: 2.400m² – Equipe: 2 pedreiros e 2 serventes
Duração: 10 dias
No projeto Atual:
Atividade: Construção de muro
Área: 2.000m² – Equipe: 2 pedreiros e 2 serventes
Duração: 8 dias

Esta estimativa é considerada como estimativa de ordem de grandeza, pois o percentual de variação comparado no final do projeto é de -25% a +75% . 
Estimativa Paramétrica
É uma técnica que usa característica físicas do projeto como parâmetros para cálculos. Esses cálculos podem ser simples e diretos, tais como custo/m² de construção ou complexos que dependem de um sistema avalia vários parâmetros de entradas simultâneas.
A curva de aprendizado auxilia na criação de modelos paramétricos mais eficientes. Por exemplo: o 50° andar pintado irá custar menos que o 1° devido a melhoria na eficiência.
Estimativa três pontos
A estimativa três pontos é utilizada quando se diversos valores de estimativas , tendo uma medida ponderada de três pontos.
Ao invés de se ter uma única estimativa de duração ou custo, são gerados três valores de estimativas para cada atividade: Mais provável, Otimista e Pessimista.
A média ponderada é obtida através do uso da formula PERT:
Média PERT :  (O + 4MP + P) / 6
Estimativa Bottom-up
Nesta estimativa, a duração total ou o custo total é obtido através da soma de cada pacote de trabalho ou atividade. A precisão desta estimativa pode ser influenciada pelo tamanho ou complexidade da atividade ou do pacote de trabalho.Esta estimativa é mais demorada, cara, porém é a mais precisa de todas e geralmente utilizada nas etapas finais do planejamento, sendo considerada como estimativa definitiva, pois o percentual de variação do orçamento comparado no término é de -5% a 10%.

O uso incorreto das estimativas pode projeto levar o seu projeto ao fracasso ou até mesmo não ser aprovado por ter um orçamento alto devido a certas “gordurinhas”. Em qualquer estimativa, tente obter o número máximo de detalhes possíveis, pois isso auxilia na precisão da estimativa.Referências: 
NOCERA, Rosaldo de Jesus. Preparatório PMP. RJN Books, 3° Edição
Material de apoio Curso Preparatório PMP do Robson Camargo
PMI – Project Management Institute. A guide to the Project management body of knowledge (PMBOK Guide). 5a edição. 2013

Baixe GRATUITAMENTE sua planilha de plano de ação para controlar suas atividades  

100% livre de spam.

Você vai gostar também:

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta


*


*


Seja o primeiro a comentar!

NÃO PERCA MAIS NENHUMA NOVIDADE!

Deixe seu e-mail para receber conteúdos exclusivos e com prioridade.

100% livre de spam.