PDCA é um método ou uma ferramenta?

Tempo de leitura: 3 min

Escrito por Gaby Sabino

NÃO PERCA MAIS NENHUMA NOVIDADE!

Deixe seu e-mail para receber conteúdos exclusivos e com prioridade.

100% livre de spam.

“85% das razões das falhas que comprometem a expectativa dos clientes são relatadas por deficiência em sistemas, processos e projetos… Ao invés das falhas de funcionários”. Sabia que o PDCA pode evitar problemas como estes?  Mas PDCA é um método ou uma ferramenta? Neste post você poderá conhecer um grande auxilio para suas atividades de rotinas e de seus projetos.

Para iniciar, precisamos entender a diferença entre o método e a ferramenta. Método é uma sequência lógica empregada para atingir o objetivo desejado. Desta forma não é possível fazer adaptações. Já ferramenta é o recurso utilizado na aplicação de um método. No entanto, o que soluciona os problemas nos processos produtivos e operacionais é o método, não a ferramenta.  De acordo com Vicente Falconi, o PDCA é um método, sendo “um caminho para atingir metas” e muitas vezes têm sido confundido com ferramenta.

O PDCA foi criado na década de 20 por Walter A. Shewart, porém, foi William Edward Deming, o “guru do gerenciamento da qualidade”, quem disseminou seu uso no mundo todo.  Aqui no Brasil, Vicente Falconi foi quem adaptou e propagou o método no Brasil. O Método vem ganhando forças em organizações de diversos segmentos, pois é simples de ser utilizado e o resultado de seu uso é eficiente, garantindo o crescimento das organizações.

A sigla “PDCA” vem do inglês que designa cada etapa do ciclo: “Plan”, planejar; “Do”, fazer ou agir; “Check”, checar ou verificar; e “Action”, no sentido de corrigir ou agir de forma corretiva.

PLAN:

Primeira etapa do ciclo, onde é identificado o problema, analisado o fenômeno e o processo, e por último criado o plano de ação. Nesta etapa é importante estabelecer uma meta, além de estratificar os dados e possibilitar o brainstorming, para troca de ideias.

Template Plano de Ação Radar de Projetos

DO:

Etapa a qual você executa o que foi planejado, ou seja, execução do plano de ação criado.  

CHECK:

Esta é a terceira etapa do ciclo PDCA, podendo ser efetuada em alguns casos em paralelo com a 2° etapa. Nela é avaliado se a execução foi realizada de acordo com o plano de ação proposto, fazendo comparações e identificando as diferenças entre realizado e previsto. Através desta etapa conseguimos verificar os padrões de qualidade aplicados neste ciclo, pontuando se os objetivos foram alcançados ou não.

ACT:

Nesta última etapa é realizado as ações corretivas caso o objetivo não tenha sido alcançado. Após a correção ser feita, deve-se iniciar o ciclo PDCA novamente visando à continuidade ao processo de melhoria contínua.

Cada vez que um problema é identificado e solucionado, o processo feito no ciclo PDCA passa para um novo patamar de qualidade. Caso o problema ainda não tenha sido resolvido por completo, não pare. Continue até a resolução do problema e mudança de patamar da qualidade.

Há oito passos para completar um ciclo PDCA, representados na figura abaixo:

Para uma melhor compreensão dos oito passos apresentados anteriormente, há uma tabela disponível na página “Material de Apoio” com alguns questionamentos a serem respondidos para que o ciclo possa ser percorrido.

Horas de trabalho com e sem PDCA

A seguir um gráfico mostrando as horas de trabalho sem o uso do PDCA (na tentativa e erro) e também a quantidade de horas com o uso do PDCA (fazendo a coisa certa), ressaltando a importância do planejamento para otimizar o tempo e evitar retrabalhos.

O PDCA pode ser utilizado em qualquer processo que tenha como objetivo controlar e melhorar, desde a emissão de boletos até a programação, passando por Marketing e Vendas. Basta lembrar: Plan, Do, Check e Act!

Ressalto que, para aumentar a eficiência do ciclo PDCA é necessário ser utilizado em conjunto com as outras ferramentas da qualidade, tais como: Análise SWOT, 5W2H – Plano de ação , Espinha de peixe, Brainstorming, dentre outras.

Referências: Livro Qualidade de Software, Aprenda as metodologias e técnicas mais modernas para o desenvolvimento de software de André Koscianski e Michel dos Santos Soares Livro Gerenciamento da Rotina de Vicente Falconi  

Posts relacionados:

O que é PDCA, PDSA , DMAIC e DMADV ?

Pontos de atenção na utilização do PDCA

PDCA é um método ou uma ferramenta?

O que é um Plano de Ação?

A ferramenta 5W2H é útil?

Como criar um plano de ação de forma simples e descomplicada?

Como criar um Plano de Ação eficiente

E-book Manual do Plano de Ação

Forte abraço

Gaby Sabino

Baixe GRATUITAMENTE sua planilha de plano de ação para controlar suas atividades  

100% livre de spam.

Você vai gostar também:

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta


*


*


Seja o primeiro a comentar!

NÃO PERCA MAIS NENHUMA NOVIDADE!

Deixe seu e-mail para receber conteúdos exclusivos e com prioridade.

100% livre de spam.